COSTA BRANCA FM 104,3 AO VIVO

sábado, 10 de outubro de 2015
Predio sede da PMG
Não bastassem os efeitos danosos advindos da crise nacional, agravada pela constante queda do Fundo de Participação do Município que somente esse mês apresentou redução de 19%, somada ao decréscimo de outras receitas, o município de Grossos foi surpreendido por demanda judicial que promoveu o bloqueio de 86 mil nos cofres públicos. Os recursos foram constritos na proporção: de 53 mil da educação e 33 mil da saúde, o que comprometeu diretamente a liquidação da folha de pagamento. Ressalte-se, que os valores já haviam sido provisionados para pagamento do funcionalismo, mas, o comando judicial inibiu sua consecução deixando desapegado financeiramente o município na satisfação do crédito, gerando graves prejuízos aos funcionários públicos. É imperioso ressaltar que o funcionalismo municipal tem seus salários advindos de recursos não provenientes dos royalties, o que impede por previsão legal o uso de tal fonte para satisfação dos salários. A atual gestão desde sua assunção vem sofrendo inúmeras cominações judiciais, que vão desde pagamentos de verbas trabalhistas provenientes de condenações e cobranças de fornecedores não pagas pela gestão passada, além disso, imposições para tratamento e fornecimento de medicamentos de alta complexidade, o que sob a gestão tripartite da saúde é de responsabilidade do governo federal e estadual. Assim, as medidas de caráter administrativa, contábil e jurídica já foram adotadas, acreditado que brevemente os servidores que pendem do percebimento dos salários terão seus vencimentos restabelecidos.

Top

Usuarios Online