COSTA BRANCA FM 104,3 AO VIVO

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Encontro discutiu melhorias para o sistema portuário de Areia Branca
Os ministros do Turismo, Henrique Eduardo Alves, e dos Portos, Hélder Barbalho, discutiram a liberação de recursos para a manutenção e compra de equipamentos para o Porto Ilha de Areia Branca ampliar as exportações. Mesmo com guindastes precisando de reparos, em novembro, segundo o diretor da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), Emerson Fernandes, o porto bateu o recorde com movimentação de 252 mil toneladas de sal. A expectativa é de chegar ao término do ano com 2 milhões de toneladas exportadas. A ex-deputada Sandra Rosado (PSB), acompanhada de empresários do setor salineiro, também participou do encontro com os ministros. Eles reforçaram o pleito do presidente da Codern junto ao ministro dos Portos. Uma das empresas usuárias do terminal salineiro teria deixado de exportar parte da produção de novembro por falta de guindastes, mesmo com o porto operando 24 horas. A seca no Nordeste ampliou a produção de sal no Rio Grande do Norte. Já os países de clima frio aumentaram as encomendas para uso do sal no degelo da neve. Hélder Barbalho, sensibilizado com o apelo do ministro do Turismo, disse que, apesar da escassez  de recursos, vai liberar parte do orçamento da Codern previsto para manutenção do porto de Areia Branca. O terminal salineiro é considerado um aliado estratégico para a indústria química. Além disso, 96% do sal brasileiro saem do Rio Grande do Norte. O produto faz parte de 114 dos 150 principais produtos da indústria química. O sal também é componente de 14 mil itens de bens e de consumo, a começar pela culinária.

Top

Usuarios Online