COSTA BRANCA FM 104,3 AO VIVO

quinta-feira, 20 de outubro de 2016
Aldo Dantas sobrinho de Cleodon Bezerra
Entre os 11 vereadores eleitos e reeleitos para a legislatura 2017-2020 na Câmara Municipal de Areia Branca, oito são herdeiros políticos. São filhos ou parentes próximos de políticos conhecidos no cenário local e até estadual. Eleitos para o primeiro mandato, Kinho de Beguinho (PSD), Renan Souza (PC do B), Samuel Lemos (PSD) e Rebeca Melo (PTN) estão seguindo os passos dos pais: Kinho, é filho do ex-prefeito e médico Ruidenberg Ferreira Souto, “Beguinho” (PSD); Renan, vai substituir o pai, vereador Dijalma da Silva Souza (PC do B); igualmente, Samuel que é filho do vereador José Nazareno de Lemos (PSB) que deixa o Legislativo após exercer seis mandatos consecutivos. Outra estreante, Rebeca é filha do ex-vereador Roberto Gonçalves de Melo (PTN). O atual presidente da Câmara e vereador reeleito, Francisco José de Souza Neto, “Netinho Cunha” (PP), adotou trajetória semelhante a do tio deputado estadual Manoel Cunha Neto, “Souza” (PHS), que foi vereador, vice-prefeito e prefeito duas vezes. “Netinho é filho do ex-candidato a prefeito de Areia Branca nas eleições deste ano, Toninho Cunha (PHS). O vereador reeleito Antônio Carlos (PC do B) é primo do deputado Souza e de “Netinho Cunha”. Outro reeleito, Aldo Dantas (PSDB), ingressou na política em 2004 pelas mãos do tio ex-vereador e empresário Cleodon Bezerra, atual presidente municipal do PSDB e militante na política local há mais de três décadas. Já o novato Waguinho Tavernard (PSD), vem de família política, é irmão do ex-vereador Antônio Emerson Tavernard, “Mercinho” (PTN), e primo do vereador eleito Kinho de Beguinho. Só três vereadores não são herdeiros políticos: os reeleitos Duarte Júnior (PTN) e Alderi Batista (PMDB), e Manoel Joaquim dos Santos, “Manezinho do Mel” (PMDB), que está retornando à Casa.

Top

Usuarios Online