COSTA BRANCA FM 104,3 AO VIVO

segunda-feira, 28 de novembro de 2016
Claudio Santos
A Associação dos Magistrados do Rio Grande do Norte (AMARN) conseguiu, no Conselho Nacional de Justiça, impedir que o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Claudio Santos, repasse R$ 100 milhões que economizou nos últimos dois, para o Governo do Estado investir em estrutura de saúde e segurança pública no RN. O presidente Claudio Santos vai acionar a Procuradoria-Geral do Estado para que recorra ao Supremo Tribunal Federal no sentido de derrubar a decisão do CNJ. Claudio Santos tinha imposto como exigência só liberar os recursos se o governo do Estado investisse na saúde materno infantil de Mossoró e Natal, assim como em estrutura de segurança pública da Grande Natal e Mossoró.Antes, o Tribunal de Justiça já havia liberado cerca de R$ 20 milhões para o Governo do Estado fazer um presídio em Parnamirim para abrigar pelo menos 600 presos.

Top

Usuarios Online