sexta-feira, 26 de abril de 2019
Gabinete do desembargador João Rebouças recebe o selo de reconhecimento
Três gabinetes de desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) receberam na quinta-feira, 25, um selo de reconhecimento como 100% digitais, uma vez que zeraram os seus processos físicos conclusos ou pendentes de análise e passaram a trabalhar apenas com processos eletrônicos no sistema PJe. O presidente do Tribunal potiguar, desembargador João Rebouças; o vice-presidente, desembargador Virgílio Macêdo Jr; e o corregedor geral de Justiça, desembargador Amaury Moura Sobrinho, foram os primeiros a atingir a meta da nova gestão. Os desembargadores receberam um certificado para entregar aos servidores e um selo para ser afixado na porta de cada gabinete.
Desembargadores Amaury Moura, Sobrinho, Virgílio Macêdo Jr e João Rebouças
Para o presidente do TJRN, a entrega desse reconhecimento “é uma forma de agradecimento, de estimular o trabalho de outros gabinetes e dar o exemplo de que devemos julgar e que esse julgamento seja útil, que o cidadão, a sociedade, tenha esse sentimento que a Justiça está julgando os processos dentro de um prazo razoável. E é isso que esses três gabinetes estão fazendo inicialmente e que essa ideia contagie os outros doze gabinetes que restam”. João Rebouças disse ainda não ter dúvidas de que todos os colegas estão empenhados nesse objetivo. “Isso é mais um gesto aliado à intenção do desembargador João Rebouças que deflagrou todo esse processo de que os gabinetes ficassem livres de processos físicos, então conseguimos zerar nossos processos físicos, não temos mais nenhum pendente”, afirmou o desembargador Virgílio Macêdo Jr.
Um dos selos foi afixado na porta de cada gabinete
O desembargador Amaury Moura Sobrinho foi o mais recente em zerar os processos físicos de seu gabinete. “Recebo esse reconhecimento com muito alegria, reconhecimento sobretudo à dedicação dos servidores do meu gabinete, o empenho para a consecução desse objetivo. Uma louvável iniciativa do nosso presidente que tem por escopo incentivar a celeridade os julgamentos dos processos nos gabinetes e graças a dedicação da nossa assessoria nós conseguimos. Vejo isso como mais um incentivo, sobretudo para dar continuidade a esse trabalho e assim uma resposta satisfatória para a sociedade que espera de nós exatamente isso, o julgamento dos seus processos”

Top

Usuarios Online