quinta-feira, 23 de maio de 2019
Prefeita Iraneide afirma que suspensão do serviço gera prejuízo para o município e a região
Preocupada com o prejuízo causado a milhares de pessoas, a prefeita Iraneide Rebouças (PSD) formalizou, por meio de ofício, pedido para manutenção do serviço de perícia médica na Agência da Previdência Social (APS) de Areia Branca. A decisão foi tomada a partir da confirmação de que esse serviço foi transferido para agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de Mossoró e Assu. Na terça-feira, 21, por meio do seu gabinete a prefeita Iraneide encaminhou ofício ao gerente da APS de Areia Branca, Edvaldo Ferreira de Melo, solicitando o retorno da perícia médica para o município. Cópias do documento foram enviadas ao Gerente Executivo da Previdência Social em Mossoró e Superintendência Regional Nordeste/Dirsat. No documento, a prefeita cita que além de Areia Branca, a população de Grossos, Tibau, Porto do Mangue e Serra do Mel foi penalizada com a suspensão do serviço, que agora para realizar perícias médicas tem que se deslocar para Mossoró ou Assu, arcando com custos indevidos de deslocamento e alimentação, além dos riscos inerentes ao uso de transporte para poder ter acesso ao procedimento. Conforme ainda o ofício, essas cidades juntas totalizam mais de 60 mil habitantes. Valendo ressaltar que o INSS local dispõe de dois peritos lotados, bem como residentes no próprio município.

Top

Usuarios Online