quarta-feira, 31 de julho de 2019
Sandro vai recorrer ao TSE
O Tribunal Regional Eleitoral do RN (TRE) decidiu ontem 30 de Julho, por 5 votos a 2, cassar o mandato do deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL). No entanto, o parlamentar não será afastado. Ele permanece no cargo e pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sem assumir o primeiro suplente Robério Paulino (PSOL). Votaram pela cassação de Sandro, o relator e juiz federal Glauber Alves, o presidente da Corte, Glauber Rêgo, além dos juízes Adriana Magalhães, Érika Paiva e José Dantas de Paiva. Os votos divergentes foram dos juízes Wlademir Capistrano e Cornélio Alves. A ação foi movida pelo Ministério Público Eleitoral, que acusa Pimentel de captação ilícita de recursos financeiros na campanha eleitoral de 2018. Ele foi eleito deputado estadual no ano passado com 19.158 votos.

Top

Usuarios Online