terça-feira, 4 de fevereiro de 2020
Administrado pela Codern, Porto-Ilha de Areia Branca é o único terminal salineiro do mundo que funciona sobre uma plataforma instalada no meio do oceano
A Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) comemora, nesta segunda-feira, 3, seus 50 anos de existência. Foi criada em 3 de fevereiro de 1970 e chamada, inicialmente, de Terminais Salineiros do Rio Grande do Norte (Termisa). Desde fevereiro de 2019 sob nova gestão, a Codern passa por um choque de gestão e os resultados têm sido positivos. Entre eles: atingiu melhor nível, em agosto, na avaliação do Indicador de Governança da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (IG-Sest), instrumento de acompanhamento contínuo da governança das Empresas Estatais Federais de controle direto da União; conseguiu reverter, após quatro décadas, um resultado financeiro negativo mensal; e, após cerca de 10 anos, voltou a exportar açúcar. Esta Companhia Docas acrescenta, ainda, que o Porto de Natal apresentou um aumento nas exportações em 8,5%, em 2019, com relação ao ano anterior, com destaque para as frutas, que corresponderam a mais de 90% do total. Os significativos avanços no último ano indicam um novo rumo para esta Autoridade Portuária do RN. O progresso em construção é fruto do trabalho coletivo da diretoria e todos os servidores.

Top

Usuarios Online