segunda-feira, 25 de maio de 2020

O Ministério Público Eleitoral em Mossoró ajuizou representação eleitoral contra a prefeita Rosalba Ciarlini e o secretário de Saúde, Pedro Almeida, por concederam gratificação de 40% de insalubridade para os servidores da saúde e anunciaram tal fato nas redes sociais da Prefeitura, portais e blogs, o que segundo o MPE configura conduta vedada segundo a Lei das Eleições 9504/97.


.

Top

Usuarios Online