sexta-feira, 22 de maio de 2020

Em um ano, o Projeto Cetáceos da Costa Branca da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (PCCB-Uern), auxiliou o nascimento de cerca de 19 mil filhotes de tartarugas marinhas no litoral da Bacia Potiguar (RN-CE). O trabalho com biologia reprodutiva de tartarugas marinhas consiste na marcação do ninho e na contagem do tempo de incubação, que dura em média de 45 a 60 dias. O Projeto Cetáceos explica que, quando os filhotes estão aptos para o nascimento, técnicos de campo auxiliam na abertura do ninho e contabilizam a quantidade de filhotes. Dessa forma é possível realizar a estimativa de nascimento de tartarugas marinhas por temporada reprodutiva, auxiliando ainda mais a conservação de espécies que desovam em nosso litoral. Além desse acompanhamento, o PCCB-Uern desenvolve um importante trabalho de monitoramento, resgate e proteção de animais marinhos. O projeto possui uma base em Areia Branca e outra em Natal. Caso encontre animais marinhos vivos ou mortos, entre em contato pelos números: Areia Branca (84) 98843-4621


.

Top

Usuarios Online