sábado, 11 de julho de 2020
Os institucionalizados exercitam a coordenação motora ao manusear peças de jogos de mesa
As rigorosas medidas de controle sanitário adotadas pela Fundação de Apoio ao Idoso Rita Fernandes de Souza desde o início da pandemia do coronavírus, classificaram a casa como referência para as demais instituições do Rio Grande do Norte. A qualificação foi feita pela Secretaria de Estado de Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) durante a I Semana de Vigilância Socioassistencial do Rio Grande do Norte promovida de forma online pelo Governo do Estado. O cenário potiguar das Instituições de Longa Permanência do Idoso (ILPI) tem se mostrado preocupante com vários óbitos e fechamentos de locais em razão de casos da Covid-19. Diferente disto, a Fundação do Idoso areia-branquense mantida pela Prefeitura de Areia Branca, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, até o momento não registrou nenhum caso da doença entre os seus internos, fato que servirá como modelo para outros municípios.
Os protocolos adotados pela instituição foram iniciados após a publicação do primeiro Decreto Municipal no dia 18 de março de enfrentamento ao coronavírus com a suspensão das visitas dos familiares, desde então as medidas foram se intensificando. Todos os funcionários trabalham com EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), roupas e calçados pessoais são higienizados na entrada e o fardamento somente é vestido no local de trabalho. “Alguns funcionários foram acometidos pela Covid-19 e se afastaram de suas funções para tratamento, mas graças a Deus o vírus não atingiu nossos idosos que são monitorados diariamente e tiveram os cuidados com medicação e alimentação reforçados na pandemia. Comemoramos ainda mais esse fato diante do contexto epidemiológico do município”, disse o secretário de Assistência Social, Francisco Jânio.



.

Top

Usuarios Online