sábado, 4 de julho de 2020
Justa Homenagem
“Uern: Ciência pela vida no enfrentamento da pandemia”. Este foi o tema aprovado na quinta-feira, 2, por unanimidade, pela Comissão da Medalha da Abolição 2020, que irá homenagear cientistas e profissionais que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus. A sugestão de tema foi apresentada pela Reitoria da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), e aprovada por unanimidade pelos membros da comissão. “Esse tema é um reconhecimento a toda a importância da ciência e das universidades públicas, especialmente nesse contexto de pandemia. O mundo inteiro espera uma vacina, e não há outro caminho para sairmos dessa situação senão através da ciência. E a UERN tem atuado ativamente junto à população do Rio Grande do Norte”, argumentou a professora Cicília Maia, chefe de gabinete da Reitoria, que fez a defesa do tema. “É um tema muito atual e pertinente à nossa realidade. A Uern foi muito feliz em sugerir esse tema”, avaliou o vereador Alex Moacir, representante da Câmara Municipal de Mossoró na comissão. A Comissão aprovou seis nomes para receber a medalha, sendo três professores e cientistas da Universidade e quatro homenagens póstumas a profissionais da saúde que perderam suas vidas enquanto atuavam na linha de frente do combate à pandemia. São eles:   Prof. Dr. Fabiano Rodrigues Maximino – Professor da Faculdade de Ciências da Saúde da Uern e médico infectologista;  Prof. Dr. Lucídio Cleberson de Oliveira – Professor da Faculdade de Enfermagem e professor da Residência Multiprofissional em Atenção Básica, Saúde da Família e Comunidade;  Profª. Drª. Anne Gabriella Dias Santos Caldeira – Departamento de Química Homenagens Póstumas a profissionais da saúde vítimas do Covid 19:
. Élio César Marson – Médico
. Luiz Alves de Brito – Técnico de Enfermagem
. Vital Avelino Maia Neto – Estudante de Medicina
. Jane Eire de Morais – Enfermeira
“Estendemos essa homenagem a todos os profissionais que estão na linha de frente nesta pandemia”, afirmou o professor Frank Felisardo, membro da comissão. A Medalha da Abolição foi criada pela Lei Municipal nº 20/68 e é entregue aos agraciados durante a Assembleia Universitária comemorativa ao aniversário da Uern, realizada em setembro. A concessão da medalha é feita a personalidades que tenham se notabilizado na prestação de serviços à comunidade, nas áreas de educação e cultura, sobretudo em benefício da Uern.

.

Top

Usuarios Online