sexta-feira, 4 de setembro de 2020


Apesar da sua importância para a economia do Rio Grande do Norte, o aniversário dos 46 anos do Terminal Salineiro de Areia Branca Luís Fausto de Medeiros só não passou despercebido (de tudo) porque o dirigente sindical, Francisco Ventura, fez o registro da data em sua página na rede social Facebook. Antes de assumir como Delegado do Sindicato dos Marítimos de Areia Branca, Francisco Ventura trabalhou como marítimo em embarcações da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), nos tempos áureos da navegação no município.  Além da atuação reconhecida como sindicalista, Ventura busca catalogar tudo que se relaciona com o setor marítimo areia-branquense.  Conforme destacou Ventura em sua rede social, na quarta-feira, 2, o Porto-Ilha, como também é conhecido o Terminal Salineiro de Areia Branca, completou 46 anos desde a sua inauguração no dia 2 de setembro de 1974. Orgulho da engenharia moderna, a estrutura foi construída em alto mar, a 14 milhas náuticas (aproximadamente 26 km) da costa de Areia Branca. Única na América Latina, a ilha artificial foi projetada pela empresa norte-americana Soros Associates Consulting Engineers. Administrado pela Codern, o terminal é o responsável pelo armazenamento e movimentação de sal marinho, que tem o RN como maior produtor do país. Segundo o Ministério da Infraestrutura, cerca de 5,7 milhões de toneladas do produto tiveram origem no Estado. Em junho deste ano o Terminal Salineiro de Areia Branca foi incluído no pacote de 11 ativos de infraestrutura de transportes que foram qualificados para arrendamento, dentro do Programa de Concessões do Governo Federal. O processo tem previsão para ser finalizado no segundo semestre de 2021.

.

Top

Usuarios Online