quinta-feira, 8 de outubro de 2020


O tráfico internacional de drogas que tem Natal como ponto de partida, ou de escala, terá mais dificuldades a partir de agora. É que, finalmente, o tão cobrado scanner chegou. O equipamento, esperado há anos por empresas que transportam através do porto, fará uma radiografia de tudo o que for embarcado nos navios em Natal. Um scanner de contêiners que já começou a ser instalado e assim que começar a funcionar, a Receita Federal passará a receber diretamente as imagens geradas pelo equipamento. “Assim, pode-se comprovar que foi dado mais um passo no sentido de transformar a operação e aumentar a credibilidade do Porto de Natal, qualificando-o como porta de entrada e saída do empresariado da região”, diz uma nota emitida pela Codern.

.

Top

Usuarios Online