quarta-feira, 18 de novembro de 2020


Após o resultado eleitoral do último dia 15, as movimentações em torno da presidência da Câmara Municipal de Areia Branca já começaram. Os 11 eleitos estão aptos a disputar a cadeira para o próximo biênio (2021-2022). Porém, apenas um terá direito à cadeira presidencial na votação que ocorrerá no dia 01 de janeiro. A presidência do legislativo articula politicamente as pautas que serão votadas em plenário, portanto, sua tarefa é de suma importância para os interesses da comunidade.  Com efeito, da nova composição, que começa em janeiro do próximo ano, cinco nomes estão se propondo à disputa da cadeira da presidência, são eles Fátima Luz, Alderi Batista, Celson Uchoa, Waguinho Tavernard e Renan Lima. Aliás, há de se ressaltar que a Coligação Por Amor a Areia Branca – cuja candidata ao pleito majoritário, Iraneide Rebouças, foi reeleita para administrar o Município pelos próximos quatro anos – fez 7 dos 11 vereadores. Desse modo, a Presidência do Legislativo municipal depende única e exclusivamente dos vereadores aliados da prefeita. É provável que haja um isolamento dos sete edis como estratégia para obstar as pretensões políticas diferentes da do grupo situacionista, até mesmo porque o eleitor certamente observará quem está se aliando com a oposição ao invés do grupo político que conferiu o mandato aos sete eleitos. A contar de hoje, mais de um mês separa as articulações da definição. Vamos aguardar!


.

Top

Usuarios Online