MP defende indeferimento do registro de candidatura de Keirinho, TRE julgará o caso dia 22

Parecer do Ministério Público Eleitoral divulgado nesta quarta-feira, recomenda o indeferimento do registro de candidaturaba deputado federal de Kériclis Alves, Kerinho, pelo PDT em 2014. Com o indeferimento do registro, baseado em provas de que ele não se desincompatibilizou do serviço público para ser candidato, os votos de Kerinho – como é conhecido – não podem ter garantido o mandato ao deputado Beto Rosado (PP). Com os votos de Kerinho, contabilizados via ação na justiça, Beto, que não conseguiu se reeleger deputado federal, ficando como suplente, terminou assumindo o mandato conquistado pelo ex-deputado estadual Fernando Mineiro (PT), terceiro mais votado no pleito de 2018. Só que a defesa de Mineiro vem conseguindo provas de que o registro de Kerinho estava irregular, e a pendenga vem se arrastando na justiça. Na realidade, Beto tem advogado forte, já que a defesa de Kerinho a ele interessa. O nome forte é o do ex-ministro do TSE, Henrique Neves, que fez várias defesas da ex-governadora e ex-prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini. O parecer de hoje do MPE será apreciado pelo TRE, que julgará as denúncias contra a contagem irregular dos votos de Kerinho, em sessão marcada para o dia 22.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Prefeita eleita e diplomada de Tibau apresenta seu secretariado

Covid 19: Morre ex candidato a prefeito de Areia Branca

Mais uma vitória: Idosa de Areia Branca se recupera da Covid-19