quinta-feira, 2 de setembro de 2021

O município de Areia Branca vem sofrendo diversos prejuízos com atos de vandalismo praticados contra o patrimônio público, levando a gestão  a gastar com reformas e pinturas desnecessárias. Como é sabido e amplamente divulgado, destruição ou violência ao patrimônio público configura crime previsto no Código Penal Brasileiro, podendo resultar em multa e até detenção para quem for pego cometendo estes atos. Mas infelizmente ainda é corriqueiro investidas criminosas contra praças, monumentos e outros equipamentos instalados pela prefeitura para beneficiar a população. Prejuízos aos cofres públicos, comprometimento da beleza paisagística, sinais de falta de consciência cidadã e ausência de educação por parte de algumas pessoas. Nos últimos dias, espaços públicos e até o estádio de futebol da cidade, que passa por reforma, foram alvos de vândalos que deixaram vários estragos nesses locais. “As pessoas não percebem que atos de vandalismo e depredação geram gastos desnecessários para os cofres públicos do município para que os reparos sejam realizados, um dinheiro que poderia ser investido em melhorias para os cidadãos em outras áreas”, comentou a prefeita Iraneide Rebouças (PSDB) por meio de um vídeo publicado nas redes sociais, onde pede a colaboração dos munícipes no sentido de preservar o patrimônio público. A prefeita disse ainda, que cada equipamento danificado é dinheiro que seria utilizado em outras melhorias, mas, acabam sendo realocados para as recuperações. “É inconcebível que ainda persista esta cultura de desvalorização do que é público e o consequente saqueamento dos mobiliários urbanos com pichações, quebras e até furtos do que é de todos”, lamenta Iraneide Rebouças. A  prefeita faz um apelo e solicita que a população colabore como agente fiscalizador dos diversos espaços públicos, prédios e demais áreas da cidade. E afirma que todos os atos de vandalismo serão investigados e os infratores responsabilizados.

.

Top

Usuarios Online